Carcer Tullianum, Coliseu, Fórum Romano e Monte Palatino

Esta visita o levará a admirar a excepcional estratificação de memórias históricas e artísticas que refletem a vida e o desenvolvimento da Roma antiga.

O Carcer Tullianum, a prisão de segurança máxima onde os inimigos de Roma foram presos.

O Coliseu, o lugar que viu os jogos sangrentos da Roma Imperial.

O Fórum Romano, o centro social, comercial e religioso da Roma antiga desde os primeiros séculos de sua história

O Monte Palatino, o local onde esta cidade nasceu por volta de meados do século VIII aC. e mais tarde a sede dos palácios que abrigaram os grandes imperadores de Roma.

Clivo Argentario

Preço

€ 26,00

Duração

2 horas

As vantagens

  • Com apenas um ticket, pode visitar o Coliseu (reserva obrigatória), o Fórum Romano, o Monte Palatino e o Carcer Tullianum.

IMPORTANTE:

No primeiro domingo de cada mês, a entrada no Coliseu é gratuita. Portanto, desaconselhamos a compra do título combinado nesta ocasião. A Prisão Mamertina pode ser visitada regularmente com a compra de um único bilhete, que se adquirido no local proporciona reduções no custo normal.

O que inclui

  • Entrada no Carcer Tullianum e visita com a ajuda de um tablet (em italiano, inglês e espanhol);
  • Entrada no Coliseu (mediante reserva), Fórum Romano e Monte Palatino;
  • Recepção e assistência de nossa equipe multilíngue;
  • Custos de reserva e gestão

O que não inclui

  • Visita guiada ao Carcer Tullianum e ao Coliseu, Fórum Romano, Monte Palatinoa
  • Audio guia do Coliseu
  • Qualquer coisa não expressamente indicada no "O que inclui"

Opção de tour guiado - NÃO DISPONÍVEL NO MOMENTO

A visita guiada inclui um guia oficial que lhe mostrará o Carcer Tullianum e o Fórum Romano no idioma de sua escolha e que o acompanhará ao longo de todo o percurso da área arqueológica do Fórum Romano até a entrada do Coliseu que você pode visitar por conta própria.

A entrada no Coliseu ocorrerá de forma independente e é necessário fazer reservas.

Informação e recepção

Local de troca e emissão do bilhete

Carcer Tullianum, Clivo Argentario

Informação importante

  • Não é prevista a compra cumulativa de mais de 13 títulos combinados para uso individual;
  • O ingresso para o Coliseu, Fórum Romano e Monte Palatino é válido por apenas um dia e dá direito a uma entrada para o Coliseu e uma entrada para o Fórum Romano e Palatino;
  • Nos dias em que a entrada no Coliseu, Fórum Romano e Monte Palatino é gratuita para todos os visitantes de acordo com o horário normal de funcionamento, é possível, na bilheteria Carcer Tullianum, comprar o Carcer Tullianum + Área Arqueológica combinada pelo preço reduzido em € 7,00;
  • A entrada no Carcer Tullianum pode ser reservada no ato da compra;
  • As reservas para o Coliseu são obrigatórias e o horário da reserva deve ser de 1h após a visita ao Carcer Tullianum;
  • Na prisão de Tullianum, será necessário retirar o ticket  para o Coliseu e, em seguida, dirigir-se à entrada do Coliseu pelo menos 15 minutos antes do horário da reserva
  • Nenhuma reserva é necessária para o Fórum Romano e o Monte Palatino

*A REDUÇÃO ENTRE 18 E 25 ANOS (termina no dia seguinte ao vigésimo quinto aniversário) ESTÁ PREVISTA PARA:

  • Cidadãos europeus e com condições de reciprocidade
  • Cidadãos de países não pertencentes à UE titulares de uma autorização de residência regular por razões de trabalho, família, humanitária e estudo emitida na Itália pelo MAE

Suplemento Visita guiada Carcer Tullianum e Fórum Romano apenas com entrada para o Coliseu e Monte Palatino -  NÃO DISPONÍVEL NO MOMENTO

Ponto de encontro para a visita guiada ao Escritorio ORP , via dei Cestari, 21

Informação importante:

  • A visita guiada está agendada apenas para a Prisão Mamertina e para o Fórum Romano;
  • O título dá direito à entrada do Coliseu e do Monte Palatino mas não inclui a explicação nos sites mencionados;
  • A visita dura aproximadamente 3 horas. A visita guiada é composta por um máximo de 13 pessoas
  • Acessibilidade: por razões logísticas, o site Carcer Tullianum não é utilizável por pessoas com dificuldades de locomoção

Para mais benefícios:

telefone +39 06 69896379

e-mail info@omniavaticanrome.org

Pontos de interesse

O Coliseu

O Coliseu é talvez o monumento mais conhecido do mundo e sempre foi um símbolo da época romana. Foi construído em apenas 8 anos, de 72 a 80 DC, pelos imperadores Flavianos, primeiro Vespasiano e depois seus filhos Tito e Domiciano com uma rapidez que atesta o alto nível da engenharia romana.

Para a sua inauguração, foram organizados 100 dias de festa durante os quais mais de 5.000 animais selvagens foram mortos. Nos tempos antigos deve ter sido incrível, muito branco porque estava completamente coberto de travertino, um mármore branco local e estátuas.

O Coliseu foi aberto gratuitamente para seus 70.000 espectadores. O anel inferior, o mais próximo da arena, era reservado às pessoas mais importantes, senadores, magistrados, sacerdotes e vestais; quanto mais altos eram, os membros das várias ordens equestres; depois os comerciantes e convidados públicos, ainda mais acima os membros do povo e no último setor as mulheres.

Mais informação

Os espectáculos organizados eram essencialmente dois: lutas de gladiadores e caçadas com animais selvagens.

Tudo acontecia na arena, a grande plataforma de madeira de 75 metros de comprimento e 44 metros de largura coberta de areia. Sob a arena, havia duas prateleiras subterrâneas com salas, corredores, gaiolas e elevadores de carga especiais que permitiam que animais e gladiadores subissem na arena e criassem momentos de suspense sem igual.

No Coliseu a sentença de morte também era realizada por meio de feiras exóticas, prática que tornou este local o símbolo do martírio de muitos cristãos, durante as perseguições nos séculos seguintes.

Ocultar

O Fórum Romano

Por muitos séculos, desde seu nascimento até sua queda, o coração de Roma foi o Fórum Romano. Nascido no sopé do Campidoglio, foi em tempos antigos uma área insalubre e pantanosa.No século VI aC o vale foi recuperado com a construção da Cloaca Máxima, o primeiro esgoto da história.

A área logo se tornou o centro social, político e religioso de Roma desde o período dos reis até o da República e em todo o Império. Aqui surgiram lugares de política como o Senado, as Basílicas, os locais de reunião, os locais de comércio e administração da justiça, os muitos templos dedicados aos deuses de Roma e os arcos monumentais em memória dos feitos de grandes imperadores como Tito e Sétimo Severo. Aqui passou o último trecho da Via Sacra que conduziu os generais triunfantes ao templo de Júpiter no Capitólio.

Mais informação

Após a queda do Império e após as invasões bárbaras, Roma iniciou um lento mas inexorável processo de decadência. O Fórum foi abandonado e despojado de muitos dos seus mármores e as cheias do rio contribuíram para a lenta cobertura, elevando o nível do vale. A partir de 1600, alguns templos foram transformados em igrejas, o que contribuiu em parte para sua conservação, casas foram construídas e as grandes áreas livres foram transformadas em mercado de gado, tanto que ainda hoje os romanos chamam essa área de Campo Vaccino.

Ocultar

O Palatino

O Monte Palatino é o mais conhecido dos sete montes que cercam o vale do Fórum Romano.

É aqui que, segundo a tradição, Rômulo fundou Roma em 754 aC.

Antigas cabanas de pastores, situadas num canto da colina, testemunham a realidade de Roma nestes primeiros séculos.

O Monte Palatino sempre foi um lugar privilegiado devido à sua proximidade com o Fórum e à sua posição particular. Durante o período da República, grandes personalidades como Cícero e o triúnviro Marco Antonio viveram ali.

Mas foi com Otaviano Augusto, o primeiro imperador, que a colina se tornou uma sede imperial e seus sucessores, Tibério, Calígula e Nero continuaram seu trabalho. Após o incêndio de 64 DC, boa parte do Monte Palatino, assim como a área das colinas circundantes, foi ocupada pelo suntuoso palácio de Nero, a Domus Aurea.

Mais informação

Foi após a morte de Nero e com o advento de Domiciano, terceiro imperador da dinastia flaviana, que o Monte Palatino sofreu uma verdadeira convulsão urbana. Domiciano construiu o grandioso e elegante palácio chamado Domus Augustana que ainda hoje representa uma parte importante do Colle, acrescentou um hipódromo e os banhos que foram ampliados por Septimius Severus que também enriqueceram o palácio voltado para a área do Circus Maximus. O Monte Palatino permaneceu habitado durante todo o período imperial, mas também após a queda do Império Romano, ocorrida no final do século V depois de Cristo. De fato, aqui os primeiros reis bárbaros fixaram sua morada. Durante a Idade Média, parte da colina foi ocupada por mosteiros e algumas famílias nobres romanas.

No Renascimento, o cardeal Alessandro Farnese, sobrinho de Paulo III, transformou o Monte Palatino em um grande jardim, uma villa destinada ao passeio e à meditação. Árvores e plantas foram plantadas ali a ponto de o Colle se tornar o primeiro grande jardim botânico da Roma renascentista. O Monte Palatino ainda é um dos maiores sítios de escavação da arqueologia italiana e continuamente retorna materiais que nos permitem reconstruir melhor a vida e os detalhes da República e do Império.

Ocultar
€ 26,00

Acrescentar mais experiências